Secretarias Acadêmicas

sasNa USP de São Carlos, há algumas peculiaridades com relação às entidades de representação dos estudantes: temos um Centro Acadêmico que representa os alunos de todo o campus, o CAASO; e temos Secretarias Acadêmicas, SAs, que são a representação específica dos estudantes de um curso ou de um conjunto de cursos de uma mesma unidade.

O CAASO surgiu como o CA dos alunos da EESC (Escola de Engenharia de São Carlos). A primeira unidade do campus. Com o tempo a Escola de Engenharia sofreu desmembramentos que deram origem às demais unidades: IFSC, IQSC, ICMC e, no ano passado, IAU (Institutos de Física, Química, Ciências Matemática e Computação, e Arquitetura e Urbanismo, respectivamente). Contudo, os estudantes não criaram outros CAs, mantendo o CAASO como entidade representativa.

Com um aumento expressivo do número de alunos e cursos neste campus, o CAASO passou a ter dificuldades em conhecer e atender as demandas específicas destes e em levar as discussões, lutas e atividades a todos. Nesse contexto, e também por necessidade de um novo campo de ação política, é que surgem e têm se consolidado uma nova forma de representação: as SAs. Na prática, elas são como os CAs que podemos encontrar nos outros campi da USP, mas para não rolar uma confusão com o nome e o papel do CAASO, apareceu essa denominação de Secretaria Acadêmica.

Portanto, reconhecemos as SAs como entidades estudantis legítimas, autônomas e de papel complementar ao CAASO. Mas é fundamental que elas se reconheçam enquanto tal e que os estudantes que representa se reconheçam nela. Para isso, além de desenvolver atividades de caráter sociocultural que promovam a integração, é muito importante participar dos fóruns e espaços de formação do Movimento Estudantil  – como por exemplo assembleias, congressos, CCAs e CSAs – e promover palestras, discussões, debates e lutas sobre questões específicas e gerais do curso, da universidade e da sociedade.

Anúncios